Segunda-feira, 2 de Outubro de 2006

Já ouviste falar em “Bolonha”? Sabes como o “Processo de Bolonha” vai afectar o ensino superior?



Por exemplo, a maioria dos cursos vão reduzir o número de anos do diploma isto é, no geral, vais ter uma formação menor e sairás para o mundo do trabalho com o teu diploma a valer menos, passará a existir um 1º ciclo de 3 anos e um 2º ciclo com dois anos que no final serão equivalentes à nossa actual licenciatura. Só que o 2º ciclo custará bastante mais por ano que as propinas actuais, que já de si são elevadíssimas, isto porque deixa de existir financiamento público. Repara no seguinte:

Actualmente
900 Euros /Ano
Licenciatura 5 ou 4+1 anos

Com Bolonha
900 Euros/Ano + Pelo Menos 1500 Euros/Ano
Licenciatura (1ºciclo) 3 anos + Mestrado (2ºCiclo) 2 anos


Querem-nos enganar com dois mitos.
Primeiro: de que teremos a licenciatura em menos tempo.
Segundo: de que teremos um mestrado ao fim de 5 anos. Contudo, o mercado de trabalho não valorizará essa licenciatura e os empregadores só contratarão quem possuir o 2ºCiclo concluído. Assim o mestrado equivalerá em número de anos à nossa actual licenciatura. Então porquê esta alteração? Simples, o Estado reduz o seu orçamento no ensino superior responsabilizando os estudantes e suas famílias pelo financiamento quase integral do percurso académico. Na verdade, só completará os dois ciclos quem tiver capacidade económica. Já não bastam as propinas actuais que obrigaram cerca de 1500 colegas nossos a abandonar a universidade, isto sem contar com aqueles que puseram de parte o ingresso no ensino superior.

As oportunidades de emprego serão mais escassas com um diploma de 1º ciclo que não nos servirá de muito. Aliás, as ordens dos advogados, arquitectos, médicos e engenheiros já vieram a público avisar que só quem tiver os dois ciclos poderá exercer estas profissões.

Bolonha trará também um novo sistema de créditos e de métodos de avaliação que vão levar à reestruturação de cursos de uma forma leviana e a aumentar a carga de trabalho até mais de 40 horas por semana. E como irão fazer os trabalhadores-estudantes ou aqueles que dependem de part-times para o seu sustento? Como podem organizar o seu calendário? A lógica dirá que o caminho passará por abandonar a universidade. Não será descabido dizer então, que o ensino caminha para uma lógica de mercado subordinado ás directrizes das grandes empresas, cujo o objectivo é o máximo lucro, quando o ensino pelos princípios constitucionais deve ser um direito inalienável, a que todos devem ter acesso. Um ensino verdadeiramente superior e universal não é decididamente, um ensino pautado pela lógica mercantilista.


Mais informações sobre o tema no blog do AGIR.
mais uma da ovelhanegra91 às 19:31
link do post | Bitaites | nunca vi post tão bom!

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Ultimas

. Imprensa

. 24 Março: vamos salvar o ...

. Participa no Debate:

. Domingo: Tod@s a Aveiro

. DOMINGO: MOBILIZAÇÃO NACI...

. BeFelgueiras - Apreciação...

. Já ouviste falar em “Bol...

. PATRÕES ESPETAM O DENTE

. ACTIVISTAS CONTRA MULTINA...

. Protestos não violentos n...

.Histórico

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

.Muito Bom

. Marcha pelo Emprego: dia ...

.Via Rápida

blogs SAPO

.subscrever feeds